Projeções I: Espaço Holístico da Cidade

Os oráculos e as terapias são historicamente configurados e tem suas próprias especificidades. Representam distintas modalidades de se indagar sobre o destino, a realidade, o cosmos e buscar soluções para as questões do corpo, da mente e da alma a partir das especificidades das culturas que as engendram. No entanto, ao longo de suas trajetórias interagem e amalgam-se apresentando um rico mosaico de possibilidades que se torna cada vez mais universalista.

Como fenômenos culturais são plausíveis de serem tidos como objetos de investigação e apontam para variadas formas de interpretação. A credibilidade do oráculo e das práticas curativas, se dá pela seriedade do trabalho dos postulantes, pela ética com que lidam com seus oráculos e técnicas de intervenção no corpo, bem como o rígido controle do grupo gestor do Projeto Etnoarte desde a seleção inicial até a avaliação de desempenho,  formação e trajetória de cada um dos participantes dos eventos que promove.

Práticas vistas com ceticismo,  entusiasmo, desconfiança, objetos de culto e aurificação, inacessibilidade, panacéia. Leituras contraditórias e complementares que denotam a primazia do academicismo, do preconceito e ao mesmo tempo da necessidade de encontrar alternativas para iluminar decisões, processos de cura, negócios, situações aflitivas, relações amorosas e orientações sobre várias condutas, face ao cotidiano. Muitas vezes não satisfeitas pelas convenções cânones da ciência normativa e das práticas de culto e rituais institucionalizados. Essas práticas usualmente sob novas roupagens, vem sendo utilizadas em consultórios, clínicas, clubes, spas e outros territórios de uso voltados exclusivamente para um público determinado,  não abarcando a totalidade dos extratos que compõem a sociedade. Em outras, são utilizados em espaços privados ou públicos sem critérios de seleção, ética, profissionalismo ou competência,  servindo de apanágio às situações de tensão que motivam sua busca, comprometendo sua confiabilidade e eficácia face às situações distintas destes anseios.

Assim, é fundamental que se estabeleça um território público, dirigido, organizado, planificado e orientado por especialistas responsáveis pelo seu funcionamento, para que segmentos expressivos da população tenha acesso ao que almejam sem serem explorados, ludibriados ou induzidos à posturas equívocas e irracionais.

Tornar visíveis tais práticas no âmbito da cidade, com a supervisão e patrocínio dos poderes públicos, indica coragem, ousadia, inovação, predisposição para atender demandas sociais, criar espaços de circulação de idéias e práticas muitas vezes exercidas com o único intuito de negócios rentáveis, chamando  a si com a mediação de grupos especializados, a regulamentação, a vigilância e a prestação de serviços que torna as experiências sociais instituintes elementos de dignificação do cidadão.

O Espaço Holístico da Cidade torna públicas, atividades que pela sua trajetória são tidas como reveladoras da ignorância, de práticas obscurantistas ou de privilégios de iniciados, abastados ou culturalmente diferenciados. Possibilita a prática em público do que é tido como negado, negligenciado e de interesse de grupos para ser desvelado, utilizado, pesquisado e investigado por qualquer agente social. Apostando, portanto, em uma iniciativa inovadora de tornar públicas práticas místicas, mágicas, artísticas, terapêuticas na perspectiva holística, que são tratados como privilégios, ostentação ou expressão da ignorância, diletantismo de caráter exclusivista, ora de poderosos, ora de miseráveis. Aponta para a perspectiva da regulamentação, do diálogo, de troca, e da integração do público e privado, do particular e universal, do singular e do plural, bem como do ocultismo, da ciência, da arte compondo o rico mosaico de modernidade da contemporaneidade, pela sua origem étnica cultural, múltipla e variada. Modernidade e tradição se encontram e se amoldam apontando para novas perspectivas de construção de sociabilidades e subjetividades.

Prof. Dr. Adilson JOsé Gonçalves

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Agenda

    • dezembro 2016
      D S T Q Q S S
      « abr    
       123
      45678910
      11121314151617
      18192021222324
      25262728293031
  • Pesquisar